11 meses de cirurgia !!!

Olá, galerinha do bem!

Estou em débito, não é mesmo? Mês passado não postei…

Muita coisa pra resolver, correria geral, mas vamos que vamos…

Como venho dizendo há alguns meses, minha alimentação está bem tranquila, e comer está cada dia mais fácil. Hoje já consigo comer bem mais do que no início, porém o “mais” continua sendo pouco. Não sinto fome, o que é mais importante. E continuo alimentando-me a cada 2 ou 3 horas.

Depois de passar pela recuperação da cirurgia de retirada da vesícula, aquelas 2 semanas terríveis, ainda tinha algumas restrições com relação a pesos e esforço físico.

Um sintoma que nunca havia sentido, até então, e que senti duas vezes após essa cirurgia da vesícula (o que pode ser coincidência), foi uma forte dor logo abaixo do estômago, que me deixou sem chão. Eu simplesmente não tinha posição para ficar: sentada, deitada, em pé, andando… tudo estava ruim. A primeira vez foi bem forte, e demorou por volta de 1/2 hora para passar; já na segunda vez, foi mais fraco e passou mais rápido. As duas vezes, aconteceu depois de eu tomar suco. Conversando com uma colega que também fez a bariátrica, ela me disse que isso é um sintoma de dumpping, e pode ser mesmo, mas vou confirmar com a

2012-12-07 08.28.10

nutricionista e com o meu cirurgião na próxima consulta.

Bem, do mês passado para esse eu até achei que havia parado de eliminar peso, pois ficava oscilando sempre entre 60 e 61 kg. Porém, para fechar meu ano de 2012 com chave de ouro, tive uma lesão fibular, que me deixou com o pé direito engessado por uma semana, período em que eu eliminei 2 kg!

Agora, no total, foram 47 kg eliminados. E eu acho que já está bom… Eu e todo mundo que conheço! rs…

Com tudo isso, a academia está meio de escanteio, pois fiquei de molho. Agora, só no início do ano que vem, mas sinto muita falta dos exercícios.

Nem acredito que já se passou quase um ano, desde que operei… Foram tantas descobertas sobre mim mesma!

 

Anúncios

9 meses de cirurgia !!!

Olá, galerinha do bem!

Já se passaram 9 meses desde que passei pela Cirurgia Bariátrica e minha vida está muito melhor!

Quando operei, pesava 105,700kg (é isso mesmo…), e hoje tenho 61,600kg!!! Pois é… 44kg eliminados  com muita garra, força de vontade, determinação e confiança.

Minha alimentação está bem tranquila, quase não entalo mais e já consumo de tudo, dentro do que aprecio. Ainda não gosto muito de comer arroz e pão francês, o que não me faz falta de maneira alguma. Adoro um prato de salada com um pedaço de carne ou peixe.

Meu cabelo ainda cai um pouco, mas nada comparado ao que aconteceu anteriormente. Na verdade, acho que já está na hora de cortá-lo um pouco. Estou pensando sobre isso.

Como havia comentado no mês passado, estive com uma pedra na vesícula, que foi constatada através de um ultrassom abdominal. O médico cirurgião me disse que não poderíamos correr o risco de esperar, pois a pedra poderia se deslocar, e obstruir o canal do fígado ou do pâncreas. Gastroplastizada, isso seria perigoso, portanto a cirurgia para retirada da vesícula foi marcada com certa urgência, e foi operada no último dia 04 de outubro.

A cirurgia (colecistectomia por vídeo) é bem simples, fui internada no dia do procedimento e tive alta no dia seguinte. O procedimento durou cerca de 40 minutos. No hospital, fiquei muito bem. Porém, quando voltei para casa, a recuperação foi muito sofrida. Na primeira semana, senti muita dor, não conseguia tomar o lisador gotas, pois sentia ânsia, e tentei o alivium, que não surtia efeito. O médico ficou muito preocupado e tive até de realizar um ultrassom de urgência para ver se não tinha algo errado, mas estava tudo normal. Então, comecei a tomar o lisador comprimido, que consumi por quase uma semana toda, para aliviar a dor.

Hoje, duas semanas de cirurgia, ainda sinto umas pontadinhas, mas nada comparado ao que passei na primeira semana. Ainda não consigo dormir de lado ou de bruço, mas estou me recuperando. O médico diz que não existe explicação, e que algumas pessoas ficam mais ou menos sensíveis a alguns procedimentos cirúrgicos, o que foi o meu caso. Estarei em repouso até o dia 03 de novembro!

Com isso, esse tempo ficarei afastada da academia, o que está me fazendo muita falta! Mas é um mal necessário…

Antes da gastroplastia, as pessoas falavam cheias de dedos sobre minha gordura, de maneira muito eufêmica até. Agora, estão todos me cobrando, dizendo que tenho de parar de emagrecer, pois já está mais do que bom… Vai entender, não é mesmo? rs

Sobre isso, só posso dizer o seguinte: a opção de passar por tudo isso, foi minha, para que eu pudesse encontrar uma melhor qualidade de vida para mim. Ou seja, não estou preocupada em agradar ninguém (desculpem o egoismo de minha parte), apenas em ser feliz!

Não vou me preocupar em quando nem como vou parar de emagrecer, pois isso será determinado pelo tempo, e meu organismo é quem decide. É claro que tudo o que demais (ou de menos) não é bom… e se eu perceber isso, irei em busca da solução. 🙂

Gostaria de agradecer a todos que me acompanham, mesmo no anonimato, pois tenho encontrado pessoas conhecidas, que me estimulam, elogiam, dizem que estão acompanhando minha história pelo internet. Obrigada galera.!!!

8 meses de cirurgia !!!

Olá, galerinha do bem!

Já completei 8 meses de cirurgia bariátrica, oito meses de vida nova, de renovação…

É um período que aprendi a me conhecer melhor, e, principalmente, valorizar-me mais.

Minha alimentação está super tranquila, como disse no mês passado, como de tudo, moderadamente.

Esse mês eliminei 4 quilos, acima do que o médico disse que deveria ser. Total de quilos eliminados = 42kg!!!!

A nutricionista pediu para que eu acrescente um pouco mais de carboidrato a minha alimentação, para que a perda de peso diminua um pouco.

Passei com o clínico geral, e chefe da equipe, com quem continuo o acompanhamento pós-operatório, e comentei com ele que havia sentido umas pontadinhas na barriga, o que me parecia gases. Ele me pediu um ultrassom abdominal, e deu cálculos na vesícula.

Resultado= cirurgia a vista! Meu cirurgião explicou que 30% dos gastroplastizados apresentam pedra na vesícula, e precisam operar. Ele também explicou que será uma cirurgia bem simples, com rápida recuperação. Mês que vem conto como foi, ok! rs

Fazer o ultrassom foi bom, também, porque deu para ver que a gordura que tinha no meu fígado, antes de operar, já não está mais lá! Mais uma vitória!!!

Meu cabelo ainda cai, mas bem menos do que antes.

No mais, estou muito bem.

As pessoas me perguntam se não me arrependo de ter feito a cirurgia. A resposta, é claro, não… não me arrependo. E indico para todas as pessoas que querem uma vida nova!

7 meses de cirurgia !!!

Olá, galerinha!

Já se passaram 07 meses, e eliminei, ao todo 38 kg.

Agora, parece que a perda de massa vai diminuir consideravelmente, o que não poderia ser diferente, não é mesmo?

A alimentação está tranquila, como de tudo, de maneira moderada.

Na academia, iniciei na última semana uma nova série de exercícios, com mais peso para ganhar massa magra. Os exercícios aeróbicos agora serão mais moderados, para não eliminar muita massa.

O cabelo ainda está caindo expressivamente, mas bem menos do que antes. O médico disse que é a partir de agora que vai parar a queda, estou aguardando que isso aconteça logo!

Fiz o primeiro exame para verificar se está tudo bem. Deu quase tudo ótimo, apenas a vitamina B12 está um pouco abaixo, por isso o médico trocou a vitamina.

No mais, sinto-me uma pessoa renovada, e principalmente, feliz!

6 meses de cirurgia !!!

6 meses já se passaram, e parece que foi ontem…

Estou muito bem, a cirurgia realmente fez muito bem a minha vida. Esse último mês já se foram menos 3 kgs.

Já não tenho mais entalos como antes e a alimentação está cada dia mais fácil, e consigo comer um pouco mais. Experimentei de tudo, praticamente. Como de tudo, moderadamente, mesmo porque não cabe muito.

Por isso mesmo, a escolha do que ingerir é importante, visto que é preciso priorizar alimentos mais saudáveis.

Agora é bem mais fácil escolher o que comer, mesmo esteja fora de casa.

O cabelo continua caindo, agora bem menos do que nos últimos dois meses, porém ainda cai. O médico disse que agora irá diminuir essa queda. As unhas também estão mais fracas, quebrando, porém não é nada preocupante.

Essa semana fiz exame de sangue, para verificar como está tudo, porém ainda não peguei o resultado. Mês que vem conto as novidades sobre isso.

Continuo firme e forte com os exercícios físicos. Já consigo correr 15 minutos na esteira!!! Fico muito feliz por essa conquista, também! O médico disse que agora tenho que diminuir os exercícios aeróbicos e investir mais na musculação. ele também comentou que agora não posso mais ficar emagrecendo 3kgs num mês, que tem de ser mais suave, mas como saber? rs

Uma dica aos navegantes: galerinha do bem, quem fez gastroplastia continua sendo uma pessoa normal, que precisa, sim, seguir algumas restrições nos primeiros meses, porém não sofreu nenhuma anomalia. Então, quando vocês quiserem oferecer algum alimento para um gastroplastizado, não perguntem “Você pode?”, faça a pergunta normal, pois se a pessoa ainda não puder vai dizer ou simplesmente recusar a oferta, ok? 😉

5 meses de cirurgia !!!

Já se passaram 5 meses, e agora está cada dia mais tranquilo.

Estou bem adaptada a minha “nova vida”. Já sei o que me faz bem e o que não cai bem numa refeição. Ainda não experimentei de tudo, mas ampliei bastante os alimentos que já comi após a cirurgia. Como minha nutri mesmo diz, o importante é não passar vontade, mas não dá para abusar, não é mesmo.

Esse mês as refeições foram bem mais tranquilas, não entalei nenhuma vez, nem vomitei. Às vezes, quando mastigo um pouco mais rápido, fica uma sensação ruim, mas é só esperar um pouco e pronto. Nada de muito grave, nem constante, pois continuo mastigando bem devagar.

A única coisa chata é meu cabelo, que está caindo muiiitttoooo… A nutricionista e o cirurgião me indicaram um suplemento alimentar a base de proteína, mas ainda não comprei pois tenho medo dessas coisas. Segundo eles, esse suplemento auxiliará a diminuir a queda de cabelo, e também a não perder massa magra. Pelo jeito, terei de usar mesmo, pois a queda está grande!

Com relação aos exercícios físicos, continuo firme e forte na academia. Vou 3 vezes por semana. Sempre começo com 45 minutos de exercícios aeróbicos: 30 minutos de esteira (sendo que já consigo correr 12 minutos) e 15 minutos de transport; após, faço uma série de exercícios de musculação, para fortalecer a massa muscular. Parece engraçado dizer isso, mas meu corpo sente falta quando não vou, o que só acontece em caso de feriado.

Esse mês, não fui a nenhum médico, pois as consultas agora são mais espaçadas, porém acompanho a perda de peso uma vez por semana, na academia. Ontem me pesei, já eliminei 34 kg!!!

4 meses de cirurgia!!!

Estou um pouco atrasada, não tive tempo de descarregar as fotos para comparação antes, por isso não postei a atualização antes. Já se passaram mais 14 dias, e houve mais avanços, mas vou contar como estava com 4 meses certinho.

 

A alimentação está mais tranquila, não entalo com tanta frequência e quase não vomitei esse mês.

 

Já se foram 29 kgs off! Agora começa a diminuir a quantidade de kg eliminados de um mês para o outro, por isso, acredito que daqui pra frente os resultados não irão mudar tanto.

 

 

Havia me proposto a experimentar doce apenas após o quarto mês, mas no dia 21 de abril foi aniversário do meu filho e ele me deu o primeiro pedaço do bolo. Como não podia fazer a desfeita, comi um pouco. Foi automático, comecei a sentir um calor muito forte, tive de tirar a blusa de frio, e me deu uma tremedeira. Acredito que esses foram os sintomas de um princípio da síndrome de dumping, que só não foi mais forte porque não comi o bolo todo. Apesar de não ter sentido todos os sintomas, não quero mais passar por aquilo. A nutricionista me disse que quando acontece isso, é preciso até deitar um pouco para esperar passar a crise; ainda bem que não foi o caso, pois estava bem longe de casa!

 

De qualquer maneira, voltei a comer alguns doces, em pequenas quantidades, mas logo após alguma refeição, e não tive mais nenhum sintoma. É claro que não fico comendo doce, mas experimentar às vezes não faz mal.

 

Continuo firme e forte na academia, já consigo correr 9 minutos, o que considero bastante, e estou muito feliz com os resultados.

 

Entradas Mais Antigas Anteriores Próxima Entradas mais recentes